Desinformações atrapalham combate ao novo coronavírus

Em tempos de pandemia, também é importante seguir fontes confiáveis 

Desde que o novo coronavírus alastrou-se pelo mundo e chegou ao Brasil, parte da população vive em situação de pânico. Uma das provas para esta afirmação, pode ser observada nos supermercados. A insegurança do período de quarentena tem feito com que o movimento de consumidores aumente em relação aos dias típicos. 

Em entrevista ao Integração Notícia da TV Integração de Uberlândia, o vice-presidente regional da Associação Mineira de Supermercados (Amis), Nilson Borges, afirmou que já é possível notar com clareza que as pessoas estão procurando os supermercados para fazer estoque em casa. 

Apesar de não faltar nenhum produto para a população, boa parte das pessoas estão nesta condição de desespero porque outros agentes se aproveitam do momento de fragilidade social para espalhar desinformação e boatos. Segundo o cientista político, Humberto Dantas, por vezes as pessoas se afeiçoam ao pânico alheio e acabam entrando em ondas de medo que não condizem com a realidade. 

“As medidas para se evitar o contágio são simples e amplamente divulgadas. Mas o melhor remédio para nós cidadãos é ouvir especialistas minimamente qualificados e confiáveis”,  afirma Dantas. 

Essas informações compartilhadas pelas redes sociais podem prejudicar a batalha contra o novo coronavírus. No início dos casos, na China, circularam vídeo falsos atribuindo o surgimento da doença a hábitos alimentares dos chineses, como a sopa de morcego, uma afirmação sem comprovação científica.  

Foto: Print de desinformação que circula pelas redes sociais

Para ajudar no combate às desinformações, o Ministério da Saúde criou o número de WhatsApp, (61) 99289-4640, para tirar dúvidas sobre as informações que chegam até os usuários. A página saude.gov.br/fakenewscoronavirus disponibiliza uma lista de mitos que circulam pelas redes sociais. Confira alguns deles: 

NÃO é verdade que a sopa de morcego começou o novo coronavírus;

NÃO é verdade que chá de abacate com hortelã previne o novo coronavírus;

NÃO é verdade que o novo coronavírus tem semelhança com o vírus do HIV; 

NÃO é verdade que o novo coronavírus causa pneumonia de imediato. 

*Com informações de TV Integração, Agência Senado, Rede Vida e Ministério da Saúde.

Por Communicare Jr. | Luan Borges 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *