Transplante é a nova opção para quem quer ter barba volumosa

Transplante de barba é realizado por meio da técnica atual de transplante capilar; com microextrator robotizado preciso e minucio retira-se folículo por folículo.

A barba é moda e tem caído no gosto dos homens há décadas. Muitos sonham em ter a barba comprida, chamada lenhador. Há quem diga que é símbolo de virilidade, um atributo estético que marca a identidade e dá um ar de madureza e charme. O fato é que nem todos nascem com a predisposição genética para a produção de pelos no rosto. Outros podem não ter pelo na face devido a depilação a laser, eletrólise, cirurgia, queimaduras ou outras lesões. Por isso, os imberbes (sem barba) ou aqueles com barba falhada ou cicatrizes na face têm recorrido ao transplante capilar para ter barba e bigode fartos com intuito de realizar o sonho de ser barbudo, ou camuflar imperfeições no rosto ou ainda para mudar o visual.

A técnica de transplante capilar passou a ser um procedimento cirúrgico em ascensão pelo método moderno. A dermatologista e tricologista Thalita Carlesso explica os homens estão cada dia mais vaidosos. “Buscam por transplante capilar no couro da cabeça, barba, bigode, cavanhaque e até sobrancelha. Estão investindo em si, buscando ter mais autoestima e se sentir cada vez mais atraente. O surgimento de barbearias conceito para cuidados com a barba em todo o Brasil é uma prova de que os homens estão mais vaidosos mesmo, porém a procura pelo transplante  capilar é maior pelo fato de essa técnica de transplante de barba ser nova”, afirma.

Quem pode fazer

A tricologista Thalita ressalta que para fazer o transplante, o paciente deve ter uma boa área doadora, estar em boas condições de saúde, não apresentar problemas graves de cicatrização cutânea e não apresentar doenças de pele que comprometam o crescimento dos implantes.

Thalita explica que os fios podem ser retirados da parte de trás da orelha e da nuca do próprio paciente.  “Com microextrator robotizado preciso e minucioso retira-se folículo por folículo. Podem ser reimplantados até 1.500 fios em uma operação, com anestesia local.  Isso elimina o risco de rejeição. A técnica não exige cortes ou pontos nem deixa cicatriz. Também não tem curativos”, afirma.

Técnica FUE

O transplante Follicular Unit Extraction  (FUE) ou extração de unidade folicular, que remove folículo por folículo, puxa também a raiz capilar e os coloca um a um na área que será submetida ao transplante, deixando microcicatrizes, que são imperceptíveis. “Uma cirurgia de transplante de barba dura em média 6 horas. Envolve processos como a preparação do paciente, a retirada das unidades foliculares, a separação dessas unidades foliculares (UF´s) em microscópio e a implantação nas áreas falhadas”.

A quantidade de sessões varia de acordo com o quadro do paciente, mas, na maioria dos casos, uma única sessão é suficiente para preencher o volume desejado. “Após a cirurgia, com o processo de crescimento normalizado, o paciente pode fazer a barba normalmente, já que os fios ficam naturais e estáveis. O que recomendo é evitar a exposição solar prolongada sem nenhuma proteção no primeiro mês. Além disso, para ter uma barba bonita, saudável e higiênica é preciso lavá-la duas vezes ao dia, com sabonetes ou xampu para esse fim. O uso de vitaminas ajuda também na manutenção de uma barba bonita. E sempre usar produtos direcionados para o seu tipo de pele”, destaca a médica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.