Entenda a crioterapia: técnica que auxilia na redução de queda de cabelos, promovendo melhora da autoestima de pacientes com câncer

COT Oncoclínicas é única instituição em Uberlândia e região a oferecer o método que pode contribuir para a preservação e recuperação do cabelo

Dentre os efeitos colaterais causados pela quimioterapia, a queda dos cabelos é um dos que mais trazem impactos emocionais para o paciente que sente a autoestima abalada pela perda dos fios. A mudança estética afeta o psicológico e pode resultar em estresse, ansiedade e até mesmo depressão. Mas há uma solução para evitar este abalo e reduzir a queda de cabelos: a crioterapia. A técnica consiste na utilização de um sistema de resfriamento controlado do couro cabeludo por meio da touca inglesa e, dependendo do caso, pode levar à preservação de até 70% dos fios. A tecnologia utilizada mundialmente está disponível no COT Oncoclínicas, unidade do grupo de clínicas oncológicas em Minas Gerais, única instituição a oferecer o método em Uberlândia e região.

A preservação da autoestima do paciente oncológico é um grande benefício da crioterapia, como destaca a oncologista do COT Oncoclínicas, Lara Jeanne. “Diariamente percebemos como a queda de cabelos ainda é encarada com muita dificuldade entre os pacientes em tratamento contra o câncer, sendo a possibilidade de preservar os fios importante para a autoestima e, consequentemente diretamente relacionada à melhoria da qualidade de vida e bem-estar, tão essenciais neste momento delicado. Oferecendo essa possibilidade incrementamos nossa linha de cuidados, com uma visão holística do paciente, em que seu bem-estar geral é ponto chave no tratamento oncológico”, destaca a oncologista.

A conservação dos fios é possível devido a redução do fluxo sanguíneo nos folículos capilares proporcionada pela utilização da touca durante a quimioterapia, como explica a Dra. Lara. “Na quimioterapia, o medicamento aplicado penetra no folículo capilar, provoca dano e queda do cabelo. A touca inglesa é um sistema de resfriamento controlado que irá reduzir o fluxo sanguíneo nestes folículos e consequentemente diminuir a absorção dos fármacos na região do couro cabeludo”, detalha a oncologista que aproveita para ressaltar que há diferentes medicamentos administrados na quimioterapia e os efeitos colaterais também variam. “Devemos lembrar que nem todas as drogas provocam a queda dos cabelos e o tipo de medicamento administrado também influencia no resultado da crioterapia. As taxas de sucesso variam de 50% a 90% e, mesmo em casos de pacientes que ainda percebem um pouco de queda capilar, é vantajoso aderir ao método, pois com a realização da crioterapia os fios tendem a nascer mais rápido após o fim da quimioterapia”, reforça Lara.

Devido a redução da circulação dos quimioterápicos no couro cabeludo, a crioterapia não é indicada para alguns casos, como pacientes de cânceres hematológicos, como leucemia e linfomas, pessoas com alergias ao frio, doenças hepáticas e renais graves, metástase manifestada na região ou que estejam em tratamento radioterápico na cabeça. Para aderir ao método é importante que o paciente consulte seu médico além de passar por um dermatologista.

 

Saiba como é realizado o processo com a Touca Inglesa

O equipamento de crioterapia utilizado pelas unidades do Grupo Oncoclínicas, da fabricante Paxman, é o único com fundamento científico e aprovado com todas as certificações pelos órgãos reguladores no Brasil (a Anvisa) e Estados Unidos (FDA). É o primeiro sistema de crioterapia capilar do mundo a utilizar um líquido circulante para resfriar o couro cabeludo de maneira constante e estável, e atualmente, é o que há de mais moderno para este tipo de tratamento. No método, o paciente veste a touca térmica de silicone que é conectada ao sistema de resfriamento para o processo que é detalhado pela coordenadora de enfermagem do COT Oncoclínicas, Vânia Silva. “Antes de administrar o medicamento vestimos a touca térmica conectada ao sistema de resfriamento, o qual circula um líquido em baixas temperaturas, entre 18ºC e 22ºC. O tempo que o paciente permanece com ela varia conforme o protocolo de tratamento. Para a maioria, é necessário o uso da touca 30 minutos antes, durante e 90 minutos após a aplicação dos quimioterápicos. A crioterapia deve ser realizada em todas as sessões de quimioterapia em que há administração de medicamento que cause a queda de cabelos, desde a 1ª até a última”, comenta Vânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.