Iara Marquez

A Primeira-dama do povo

 

Num conto de fadas real não muito antigo, o mundo inteiro aplaudiu as ações de uma princesa que colocou a realeza britânica mais próxima do povo. Sem nenhum tipo de comparação audaciosa com a vida de Lady Di, o que vemos aqui também é a história de uma mulher entusiasmada em usar a influência social para ajudar a quem precisa. Iara Marquez é daquelas pessoas que trazem a solidariedade na lista de características pessoais. É daquelas personalidades que enxergam a vida por uma ótica mais justa. Mas, claro, longe do regime monárquico, não carrega um título de ‘Princesa do Povo’. Entretanto, ostenta, com toda razão, o papel de uma primeira-dama socialmente responsável.

Filha de médico, e de uma família de agropecuaristas, Iara sempre viveu como membro de um dos setores mais importantes do país. Na juventude, graduou-se em História, mas nunca deixou de lado as raízes do campo. Há seis anos ao lado do também pecuarista Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, ela atualmente mantém propriedades rurais em Minas Gerais e no Pará, além de auxiliá-lo na administração dos negócios dele. E tem sido ao lado dele que Iara tem realizado o trabalho que mais se orgulha. “Sempre gostei e realizei ações sociais, mas sabemos que uma pessoa sozinha não tem a mesma força que um grupo pode ter. Quando o Arnaldinho assumiu a gestão da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, a ABCZ, em agosto de 2016, propus a ele e a toda a diretoria darmos um caráter mais social à entidade. Usar a nossa influência para ajudar quem precisa”, conta ela complementando que a ideia foi entusiasmadamente aceita pelo grupo. De lá para cá, muitas ações foram realizadas. Começando ‘dentro de casa’. É que poucos meses após o marido tomar posse na ABCZ, na confraternização de fim de ano de 2016 da entidade, Iara percebeu que alguns colaboradores da manutenção e limpeza do Parque Fernando Costa, onde está instalada a sede da entidade, apresentavam dificuldades na elaboração de discursos, até mesmo em uma conversa informal. “Percebendo isso, pensei que talvez podiam ter também dificuldades na leitura e na escrita. Mais tarde conversei com o Arnaldinho, e a diretoria da ABCZ permitiu-me sondar esses funcionários para descobrir a realidade deles e ver se havia interesse por algumas aulas de alfabetização. A aceitação foi melhor do que esperávamos e uma professora foi contratada”, explica.

Iniciado em março do ano passado, o projeto educacional está evoluindo. Atualmente cerca de 10 colaboradores participam e, além da alfabetização, o grupo já conta com noções de matemática básica. As aulas acontecem durante o horário de expediente, dois dias por semana. “Chega a ser emocionante ver a evolução deles, junto com o sentimento de gratidão de quem agora consegue ler, escrever e conferir um troco. Um dos alunos estava me contando, há uns dias, que não compartilhou em casa que estava participando das aulas. Até que um dia estava no carro com a filha e começou a ler as placas de trânsito em voz alta. A filha ficou surpresa e ele muito feliz em conseguir possibilitar esse orgulho a ela. Nós também ficamos extremamente orgulhosos de ver que uma ação tão simples está transformando vidas”, conta.

E essa transformação não fica apenas nos limites do Parque. De 2016 para cá, uma série de ações também têm sido realizada com foco no público externo. Uma comissão foi criada, reunindo outros colaboradores da ABCZ que também têm interesse nas atividades sociais, e o grupo ‘Zebu do Bem’ está fazendo a diferença na região. “Já realizamos arrecadação de material escolar, fraldas e de alimentos para entidades carentes, e também desenvolvemos atividades de recreação com crianças em situação de vulnerabilidade social. São ações, claro, que demandam muito envolvimento, mas extremamente satisfatórias. Ter a sensação de que estamos conseguindo mudar a realidade de alguém faz todo o trabalho valer a pena”, diz Andréia Azeredo, analista de marketing e comercial da ABCZ, e ‘braço direito’ de Iara na realização das ações. Uma das ações desenvolvidas pelo grupo, e com maior destaque em toda a região, foi a ‘De A a Z – Arraial da ABCZ’, em junho de 2017. A grande festa levou cerca de duas mil pessoas ao Parque Fernando Costa e beneficiou mais de 10 entidades filantrópicas da cidade. Entre elas a ‘Anjos do Bem’, que recebeu boa parte das duas toneladas de alimentos arrecadados. A entidade, inclusive, é apadrinhada pela Associação, e é beneficiada em outros trabalhos sociais. “Essa parceria com a ABCZ é vital para continuarmos nosso trabalho. Todos nós sabemos a dificuldade que é manter qualquer tipo de instituição social em funcionamento atualmente. E sem o apoio desse grupo, liderado pela Iara, dificilmente conseguiríamos”, diz Thiago Fernando Borges, presidente da ‘Anjos do Bem’.

Atualmente, a entidade presidida por ele atende cerca de 50 pessoas, entre idosos e portadores de deficiências. O grupo recentemente ganhou um terreno da Prefeitura de Uberaba para que seja construída a sede própria. “Para nós, esse espaço é muito importante, já que também representa uma economia nos custos, e a ABCZ, mais uma vez, está sendo fundamental na arrecadação financeira para a obra. Só temos a agradecer”, ressalta. Iara também é um belo exemplo como mãe e mulher. À frente de uma grande família, formada pelos dois filhos e três netos dela, os outros quatro filhos e quatro netos de Arnaldinho, além de genros e noras, ela é referência em simplicidade, elegância e educação. “O que a Iara é na ABCZ, também é com a família. É sempre muito preocupada com todos e tem um carinho e dedicação enormes. Meus quatros filhos se dão muito bem com ela, e é um convívio muito sadio. Só tenho elogios e agradecimento a ela, por tudo o que faz por nós”, diz Arnaldo Manuel, emocionado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *