TOTVS TRIÂNGULO MINEIRO LEVA TECNOLOGIA DE PONTA PARA 300 EMPRESAS DA REGIÃO

Serifa Comunicação

Divulgação

“O PROCESSO DE DIGITALIZAÇÃO DOS NEGÓCIOS DIMINUIU DRASTICAMENTE O CICLO DE VIDA DAS EMPRESAS”

O CEO da TOTVS Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, Marcílio Otoni, com visão empreendedora e sempre em busca de crescimento pessoal e profissional, investiu numa franquia TOTVS em Uberlândia. Em uma entrevista exclusiva, o empresário conta um pouco de sua trajetória na empresa, desafios, planos para a TOTVS, a aceitação do mercado diante de novas soluções e tecnologias, as novidade para 2020 e muito mais. Marcílio abre o coração e conta tudo que fez para a TOTVS crescer na região e se tornar destaque entre as unidades da multinacional. 

A TOTVS está no mercado há 36 anos. Por que você decidiu investir em uma franquia ou unidade TOTVS? De onde surgiu a ideia?

Sabendo da vocação de nossa região por tecnologia de ponta, vi claramente uma oportunidade de negócio para ajudar as empresas da região. Percebemos que as empresas começaram a preferir comprar sistemas de gestão prontos e mais ricos em regras de negócios, os quais era garantida a atualização. Então, buscamos o que era mais aderente para a região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba. Após todo um processo de análise de ambos os lados, nos qualificamos, nos certificamos e passamos a vender e implantar sistemas de gestão da TOTVS. Muito aprendizado continuado e excepcional aceitação e crescimento.

Quando começou, quantos colaboradores tinha e quantos são hoje?

Começamos com 5 pessoas capacitadas e certificadas. Hoje, temos em torno de 50 profissionais entre próprios e canais homologados e seguimos contratado constantemente. A vantagem de ser TOTVS é que contamos e alocamos, especialistas de todo Brasil, independente se é de alguma filial, matriz, fábrica de software, consultoria ou profissionais de conteúdos específicos de qualquer uma das 52 unidades TOTVS do Brasil. Isso é um grande diferencial que trazemos para região para somar localmente quando necessário.

Você teve muitos desafios nos primeiros anos?

Foram inúmeros, mas o principal era o desconhecimento do mercado com a tecnologia de ERP e os sistemas de gestão integrada. As empresas não entendiam que estas soluções poderiam ser flexíveis e adaptáveis à sua necessidade. Tivemos que “evangelizar” o mercado. Hoje, temos orgulho do volume e qualidade de nossos clientes na região.

O que é preciso avaliar na hora de escolher o ramo de atividade para se investir?

Creio que é muito importante conhecer o potencial e o perfil da região que se pretende investir e empreender. Também é crucial fazer uma autoavaliação se o empresário tem aderência com o mercado em questão, competências e habilidades com o tipo de negócio que vislumbra investir. Importante ainda saber selecionar perfis de profissionais para a liderança e/ou pessoas para ajudá-lo fazer acontecer este empreendimento. E, claro, inovar por meio da tecnologia para ser atrativo e competitivo e, quem sabe, até exponencial como muitos exemplos que temos hoje em dia. Enfim, é necessário avaliar se existe demanda por seus produtos e serviços e, em seguida, qual o tamanho deste mercado. Depois disso é preciso determinar qual a fatia de mercado que se deseja conquistar e estabelecer a estratégia para atingi-la.

Você acredita que os empresários devem perder o medo de se reinventar?

Os empresários sempre precisaram se reinventar e, obviamente, devem perder este medo. A diferença era que antes as empresas tinham tempo para pensar na reinvenção. Hoje em dia é preciso se reinventar todos os dias. O processo de digitalização dos negócios diminuiu drasticamente o ciclo de vida das empresas. Companhias inteiras estão sendo “disruptadas”, ou seja, empresas tradicionais já estabelecidas estão desaparecendo por rupturas nos padrões, modelos ou inovações provocadas por tecnologias, produtos e serviços disruptivos. Caso a própria empresa não esteja pensando uma reinvenção radical de seu negócio, esteja certo que algum concorrente está fazendo isso neste momento. Eu mesmo precisei me reinventar muitas e muitas vezes. Não é fácil, mas é crucial, necessário e estimulante. E o melhor é nos percebermos capazes de sempre adaptar, inovar, rever e fazer acontecer novamente. Acredito que as inovações e tecnologias têm nos empoderado como seres humanos. Podemos muito mais que antes. Por isto temos que aproveitar bastante essas possibilidades.

Quais são as facilidades para as empresas fazerem parte da TOTVS?

Sempre tivemos vários tipos de modalidades de comercialização para ajudar encaixar na realidade de cada tipo de segmento (Manufatura, Agroindústria, Logística, Educacional, Construção, etc) e também por porte de clientes. Nos últimos dois anos, passamos a vender a modalidade SaaS (Software como Serviços), a exemplo do NETFLIX. Em muitas situações e contextos cabe esse formato onde o futuro cliente ou cliente paga uma mensalidade e passa a usar e implantar nossos sistemas ao invés de ter que comprar uma licença. Já outras empresas preferem comprar, só que financiado com taxas subsidiadas por nós, conseguindo financiar até o serviço de implantação, o que fica bem mais acessível.

Quantas empresas no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba fazem parte dos clientes TOTVS? 

Nós temos orgulho da qualidade da nossa carteira de clientes. Em nosso CRM constam 300 empresas, sem contar empresas globais que têm filiais aqui. Nossos clientes estão distribuídos em sua maioria nos segmentos de Manufatura, Logística, Agronegócio, Varejo e Serviços, Educação e Construção.

Marcílio Otoni, CEO da TOTVS Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

O que mudou na TOTVS da região do início das atividades até aqui?

Mudou praticamente tudo! Temos em torno 20 anos como TOTVS aqui no Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e entendo e gosto de crer que o acumular de anos de construção de uma história deve significar evolução continuada e nunca o envelhecimento da forma de pensar e fazer. Por isso, ao longo dos anos, à medida em que as necessidades das pessoas e das empresas foram mudando, a TOTVS sempre investiu em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) para estar à frente das necessidades dos novos desafios dos clientes e empresas e trazer inovação. Conseguimos absorver novas crenças sadias e necessárias, nos especializar em alguns segmentos, aumentar a senioridade do nosso time, selecionar somente pessoas que realmente gostem de estudar, trabalhar, acreditar e transpirar para realizar engajadas. Com o propósito de tornar o mundo dos negócios mais simples para nossos clientes, nosso intuito é conquistar níveis cada vez mais altos de satisfação. Hoje, entregamos sistemas e soluções e plataformas altamente especializadas em cada segmento dos negócios dos nossos clientes, o que nos torna mais competitivos e ajuda o cliente que investe a se tornar mais competitivo também.

A tecnologia te entusiasma?  De que forma?

Claro, muito mesmo. Especialmente tecnologias que vêm para facilitar nossas vidas e nos ajudar, seja nos negócios, seja pessoalmente.

Os empresários da região são mais tradicionais e reservados? Você viu dificuldade para eles investirem nesse tipo de produto? E hoje, como eles lidam com todo esse avanço tecnológico?

Ao longo dos anos, uma das nossas missões têm sido ajudar os empresários a conhecer e entender o quanto alguns sistemas e tecnologias podem ajudá-los, e muito, a facilitar sua vida como empreendedores. E quando eles se abrem a esta possibilidade de ajudá-los a tornar suas empresas mais produtivas, revendo processos para torná-las mais ágeis e viáveis, é muito gratificante. Hoje em dia, mesmo empresários mais conservadores já perceberam que a internet e as tecnologias transformaram nossas vidas. Temos na região várias empresas e empresários investindo, fazendo suas transformações digitais de processos em suas empresas. Estamos animados e queremos ver o Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba entrando para história de forma arrojada e construtiva em nosso país.

Durante tantos anos de mercado é importante se atualizar para manter o engajamento de pessoas. Como você lida com isso?

Procuro me manter em contato com pessoas, conteúdos, capacitações, livros e invisto em autoconhecimento. Percebo que tenho novas chances de realizar mais, expandir e ser mais assertivo a partir do momento que aceito um erro, uma limitação ou passo a ter contato com algum referencial, crença, conteúdo ou forma que ainda não sabia que existia. Participo de congressos para ter contato direto com os principais autores e empresários do mundo. E, claro, a TOTVS traz muita inovação que nos ajuda rever e evoluir sempre. Além disso, tenho a oportunidade de participar da diretoria da ACIUB junto com outros colegas e tenho absorvido bastante conteúdo interessante bem como no dia a dia junto aos nossos clientes.

Qual legado você espera deixar como franqueado em umas das principais empresas de tecnologia do mundo?

Trabalho para que as pessoas que trabalharam comigo na TOTVS Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba e/ou venham trabalhar e possam se sentir cada vez mais desafiadas e realizadas por perceberem o quanto são capazes de acreditar e fazer acontecer as inovações e resultados que nos propomos a cada novo ciclo que vivemos junto com a TOTVS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *