GODLESS

“ESTA É, SEM DÚVIDA, UMA DAS MELHORES SÉRIES QUE JÁ ASSISTI EM TODA A MINHA VIDA”

Logo na primeira frase da minha análise sobre Godless eu já deixo bem claro que esta é, sem dúvida, uma das melhores séries que já assisti em toda a minha vida. É realmente uma produção impecável, a qual não consegui encontrar um defeitinho sequer. Godless gira em torno de um bandido implacável que aterroriza o Oeste. Ele é Frank Griffi n (Jeff Daniels), um fora-da-lei à procura de Roy Goode (Jack O’Connell), seu antigo parceiro transformado em inimigo mortal. Enquanto Roy se esconde no rancho de Alice Fletcher (Michelle Dockery), a busca incessante de Frank o leva até a pequena cidade de La Belle, cuja população é inteiramente formada por mulheres.

O roteiro desta série é sem dúvida uma das narrativas mais envolventes e empolgantes que já acompanhei. A história é extremamente bem escrita e ao longo dos sete capítulos vai te prendendo cada vez mais em uma trama muito bem amarrada que consegue alcançar todos os objetivos propostos desde os primeiros minutos de projeção. Com um tema central, mas contando pequenas histórias paralelas, usando inclusive um excelente recurso com uma paleta de cores quase preta e branca pra mostrar fl ashbacks, todas as pontas são fechadas, de todos os personagens. A premissa também é cheia de surpresas e no fi m tudo nos é respondido com um fi nal surpreendente e emocionante. Mas de nada adiantaria uma excelente história se não fosse contada da maneira certa. E em todos os quesitos Godless arrasa. A direção de Scott Frank, que também é o criador e roteirista da série, é uma aula de cinema. O cineasta é capaz de nos presentear com sequências incríveis e fi naliza com uma season fi nale de tirar o fôlego num dos melhores tiroteios já vistos no melhor estilo faroeste.

As atuações também são fantásticas. Desde os mais novos aos mais experientes. Todos os atores, até mesmo os coadjuvantes, dão um show em atuações. Mas como não elogiar incansavelmente o veterano Jeff Daniels que já foi um bobão engraçadíssimo em Debi & Loide e muda da água para o vinho para se caracterizar como Frank Griffi n, um vilão espetacular e aterrorizante. Atuação perfeita! Godless ainda nos brinda com muitas outras inúmeras características marcantes como a cenografi a, o fi gurino, os efeitos especiais (extremamente naturais), uma trilha sonora incrível e, claro, uma fotografi a belíssima de encher os olhos e de fazer qualquer um se emocionar.

Kelson Venâncio é jornalista, crítico de cinema e diretor-presidente da rede de mídias Cinema&Vídeo. www.cinemaevideo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *