PRA VOCÊ

 

A VIDA É MAIS LONGA PRA QUEM SABE VIVER

AS MADRUGADAS MALDORMIDAS

Sim, descarto muitas pessoas, me canso facilmente, só não dizem que o tempo e a energia gasta que perco nesse agregar do pensamento a possibilidades me consomem demais. Vocês não têm educação e nem cultura para entender este pensar. Esse café não merece tanta consideração. E no fi m vão fi cando as lembranças saudosas de todos os momentos, dos risos e das brigas. Foi ontem, da apresentação de um a um foram-se muitos prazeres com fi ns trágicos. Não nos merecemos e esses que sobraram deveriam se esforçar mais, tentar respeitar diferenças e não interferir muito, acho que agora aprendi. É cada um pra si? Não adianta se não podemos ajudar de imediato, achava que plantar não demorava tanto para colher. Mas o que foi já foi, torcendo de longe pra nosso sucesso, fi caria feliz em saber das vitórias dos amigos. Em todas as vezes me julguei e me condenei por torcer demais. O mais brigão sou eu, problemas em gostar e perdoar, sou fraco nisso. Que prazer é esse de gostar de todos e respeitar todos? Me perco nesse entendimento. Nem de perto ser convencional.

Viver é uma arte.

*Você não aguentou as durezas de esperar. A vida é mais longa pra quem sabe viver as madrugadas maldormidas.

A doença da morte é não entender.

Angústia constante nos revela.

Angústia constante nos revela.

ARLINDO MAXIMIANO DRUMMOND | EMPRESÁRIO DIVULGAÇÃO | SXC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *