A importância da celebração

Por Andrea de Castro

Temos celebrado nossas vitórias como elas merecem?

Celebrar vem do latim Celebrare, que corresponde a honrar, fazer solenidade,
e também do verbete Celeber, “digno de honras”. Nos atuais tempos de
quarentena este verbo pesa em nossa memória, com um gostinho de
arrependimento: “Ah por que não fiz isto” ou “Por que não fiz aquilo…”. O
balanço que geralmente fazemos da nossa vida no final do ano, estamos
fazendo nestes dias de reclusão forçada e imprevista. E por que precisamos
celebrar? Precisamos confirmar, para nós mesmos, que “valeu a pena”. A
celebração alimenta nosso ânimo e nos dá confiança para os próximos passos
da jornada porque somos movidos pela luta e pelo desejo de alcançar nossas
realizações. E, desta forma, partir para novos ciclos. O “Celebrar” tem sentido
quando há a partilha, quando há a reunião, quando há o encontro e,
geralmente em torno de uma mesa, quando laços são reforçados. É receber o
outro para reconhecer com você todo o esforço empreendido. Qualquer que
seja o motivo. Nestes dias, estamos convivendo muito de perto com a tênue
linha que existe entre a sensação de termos, ou não, o controle de nossas
vidas. E isto nos fará ter, ao final desta quarentena, uma visão fortalecida da
necessidade da celebração, da necessidade do encontro pessoal, da
necessidade do abraço. Ah… o estar junto! Será que você é do grupo que
precisou estar longe para valorizar o estar perto? Pense nisto!

Andrea de Castro, amante da família, do receber bem, design de interiores.
Instagram: @casada_dea | Email: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.