Feedback é uma arte?

Entenda como motivar e direcionar melhor seu time após um feedback eficaz

Businessman feedback. Like and dislike. Vector flat illustration

Quando falamos em liderança, uma das primeiras palavras que vem em nossa mente é feedback, provavelmente por ser uma das principais atribuições do cargo. Feedback nada mais é do que uma resposta ao colaborador, na maioria das vezes, como forma de estímulo. Ele é feito através de uma avaliação do líder para o liderado, tratando sobre seu comportamento e produtividade dentro da empresa.

Dar um bom feedback enaltece a liderança, aproxima dos liderados e, em grandes casos, faz com que a produtividade deles aumente, uma vez que consiga motivar seus colaboradores. Por outro lado, um feedback ruim pode desmotivar os profissionais e diminuir muito seu rendimento.

Mas como fazer um bom feedback? É importante se atentar ao fato de que essa ferramenta é composta por mais do que palavras. O tom de voz, a expressão corporal e a forma de abordagem também são elementos que devemos nos atentar no momento da conversa, tais como as dicas a seguir:

• Crie um plano de ação para melhorar sua eficácia: não basta apenas falar sobre a performance do colaborador, é necessário ajudá-lo a entender quais são os próximos passos, traçar uma rota e um plano de metas de longo e curto prazo.

• Se apoie em exemplos claros e reais: uma preciosa dica para garantir mais compreensão e envolvimento em seu feedback é apontar exemplos de situações reais nas quais você identificou as situações abordadas.

• Não deixe de lado os pontos fortes: além de citar as melhorias necessárias, é importante reforçar os pontos fortes do funcionário para que ele não se sinta diminuído pelos pontos a melhorar.

• Comunique-se de forma correta: feedbacks que não são direcionados podem trazer desconforto, por isso é extremamente importante observar a maneira que você está se comunicando com seu time. Reuniões individuais são indispensáveis para um feedback efetivo, além disso, lembre-se que não é hora de “lavar roupa suja”; atente-se apenas às questões profissionais.

• Faça feedbacks constantes: programe-se para fazer feedbacks constantes e poder, assim, acompanhar as melhorias e evoluções do seu time. Uma boa frequência para isso é trimestral.

Por fim, não se esqueça de pedir feedbacks para o seu time sobre a sua gestão também. Isso os ajudará a construir uma relação de confiança e parceria que só crescerá com o tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.