Dores nas costas? Praticar yoga pode ajudar você

Tais dores são incômodos que, muitas vezes, tiram a alegria do cotidiano e aumentam a carga de estresse

Muitas pessoas sentem constantes dores nas costas, seja por má postura, problemas de saúde, obesidade, desgaste ósseo, tabagismo, excesso ou falta de atividades físicas, sedentarismo e, até mesmo, pelo tipo de colchão que utilizam na hora do sono. Tais dores são incômodos que, muitas vezes, tiram a alegria do cotidiano e aumentam a carga de estresse, justamente porque parecem nunca ter solução.

Normalmente, quem sente, opta por tomar analgésicos para aliviar. A grande verdade é que os analgésicos até podem aliviar temporariamente a dor, mas logo ela se apresenta novamente e, muitas vezes, aumenta a carga de desânimo e estresse de quem é obrigado a conviver com isso.

Se esse é o seu caso, saiba que o yoga pode ser uma ferramenta muito útil, especialmente porque promove o alongamento das costas, a flexibilidade de todo o corpo e fortalece os músculos, sendo capaz de lhe devolver costas completamente sem dor, de forma natural e contínua.

Na prática, são realizados exercícios em todas as direções da coluna, ou seja, para frente, para trás, para os lados e torções que, juntos, são capazes de fortalecer costas e abdômen. O yoga trabalha a consciência corporal e a constância nas aulas é capaz de endireitar a coluna, o que, consequentemente, alivia as dores.

Duas posturas (asanas) que auxiliam bastante no combate às dores nas costas são Adho Mukha Svanasana (Postura do Cachorro Olhando para Baixo) e Bidalasana ou Marjariasana (Postura do Gato). A primeira consiste em apoiar joelhos e mãos no chão, alinhados com o quadril e, em seguida, elevar o quadril, alinhando costas, braços e cabeça, de forma que o corpo parece a letra V invertida. A segunda, apoiados mãos e joelhos no chão, alinhados também com o quadril, consiste em elevar cabeça e glúteos ao mesmo tempo, de modo a arquear a coluna para baixo e, em seguida, abaixar cabeça e glúteos, arqueando a coluna para cima. Todos os movimentos devem ser lentos e acompanhados de respiração (pranayamas) para potencializar o resultado.

É possível praticar yoga sozinho em casa, mas recomenda-se que faça isso somente após ter tido aulas com instrutor(a) habilitado(a), que tem conhecimentos específicos para corrigir as posturas e, dessa forma, evitar possíveis lesões. E ainda que consulte seu médico antes de iniciar a prática, como em qualquer atividade física.

O alívio para dores nas costas é apenas um dos múltiplos benefícios que a prática constante e consistente de yoga proporciona. Pratique yoga e tenha uma vida mais saudável e feliz. Namastê!

Christyene Faleiros

Instrutora de meditação e yoga, poeta e palestrante.

Instagram: @chrisfaleiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Políticas de Privacidade e Termos e condições, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.